quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Curso de Artes Aplicadas vai muito além da cerâmica

fotos: Gabriel Rufo, aluno de artes aplicadas ufsj
fotos: Luciano Pinto, aluno de artes aplicadas ufsj

professor: Ricardo Coelho

colaboradora/texto: Lúcia Ficta de Veras- Crítica de Arte

Lúcia Ficta de Veras

Ao contrário do que se pode imaginar num primeiro momento, o curso de “Artes Aplicadas: ênfase em cerâmica” não se restringe apenas aos aspectos relacionados com as diversas técnicas que envolvem os processos cerâmicos. Aulas de História Geral da Arte, Arte Brasileira, Arte Contemporânea, Fundamentos da Comunicação, História do Design e História da Cerâmica Artística, entre várias outras disciplinas, complementam a formação técnica e profissional do estudante, permitindo a ampliação do universo artístico e cultural, requisitos imprescindíveis para a formação de um profissional diferenciado nos campos da arte e da expressão.

Um bom exemplo de atividades que não se restringem ao universo da cerâmica, ampliando o campo de atuação e reflexão do aluno, foram os exercícios propostos pelo professor Ricardo Coelho na disciplina Plástica: Design e Expressão Artística, ministrada durante o segundo semestre de 2011 para alunos do primeiro ano do curso.

Segundo o professor Ricardo Coelho, “a partir do conceito de estrutura modular, foi solicitado aos alunos que realizassem uma série de três luminárias (um lustre, uma luminária de parede e uma luminária de mesa) produzidas com papelão, utilizando apenas sistemas de encaixes. Uma das exigências do exercício era atender aos aspectos estéticos e funcionais que se espera de um bom objeto de design, alem é claro, da segurança nas instalações elétricas, fator este que poderá ser solucionado nas articulações com outras disciplinas do curso como ‘Fundamentos de eletrotécnica’ e ‘Segurança no Trabalho e Meio Ambiente’.”

Além das luminárias produzidas com papelão, o que por si só já traz questões interessantes como o reaproveitamento de materiais recicláveis, os alunos tiveram ainda que enfrentar um último desafio, elaborar livremente uma quarta luminária produzida a partir de objetos do cotidiano. “A intenção era despertar o olhar e a sensibilidade dos alunos para a realidade.”

Segundo o professor Ricardo Coelho “...alguns dos resultados alcançados foram surpreendentes em todos os aspecto. Acredito que alguns objetos criados pelos alunos poderiam ser patenteados e produzidos comercialmente.” O professor destaca porém que, mais do que os resultados obtidos, exercícios dessa natureza permitem o amadurecimento do aluno em relação a alguns conceitos fundamentais do design, ou seja, “integrar forma e função para atender uma necessidade específica.”

Parte dos resultados está no blog http://www.revistadeceramicajoaodebarro.blogspot.com/ mantido pela iniciativa do aluno Gabriel Rufo.

O trabalho final da disciplina foi o desenvolvimento completo de um jogo de xadrez inspirado em artistas ou movimentos artísticos. Segundo o professor Ricardo Coelho: “Os melhores resultados obtidos no design do jogo de Xadrez farão parte de uma exposição coletiva envolvendo alunos e projetos das turmas de 2010 e 2011”.










































































































































































Um comentário:

RITINHA disse...

Estou maravilhada com o trabalho de todos. Parabéns!!! Sucesso para todos.