sábado, 26 de março de 2011

Polegar opositor





Polegar opositor

Esse detalhe que nos torna diferentes dos outros animais, movimento que nos permite pegar objetos de diferentes tamanhos, com os cuidados necessários, que os mesmos exigem.

Deus começou pelos pés, esses nos sustentam e firmam o corpo e o espírito, no chão. Já que viemos do barro, somos presos ao chão, a força da gravidade veio antes de nós, pois Ele queria nos fazer pisar em nossa própria matéria. Então, somos o chão onde pisamos, é bom lembrar que falo do homem nu, por tanto, essa base não é asfalto e sim a matéria-prima usada para modelar. A base, tenho em meus pés.

Não vamos falar do coração e seu funcionamento, nem de outras partes do corpo tão importantes. O divino, tenho em minhas mãos.

Ao caminhar, mandamos o sangue das extremidades, no caso os pés, para o resto do corpo, e ao modelar, nos tornamos unos com nossa própria matéria. O movimento das mãos e principalmente o movimento dos polegares opositores, também levam o sangue das extremidades, mãos, para a cabeça.

Me, recordo, da mão de Deus dando vida a mão de Adão, pintura de Michelangelo, Capela Sistina. Naquele instante o homem se torna capaz de criar com as mãos, o polegar é o centro dessa imagem e se torna a principal ferramenta em nosso corpo.

Como criaturas feitas semelhantes a Deus, pisamos em nós mesmos, em todos os sentidos possíveis e com as mãos modelamos imitando Deus. Culpa do detalhe divino, em nossas mãos.

texto: gabriel rufo, aluno de artes aplicadas ufsJ

Um comentário:

LS.EXPORT disse...

Acho que como ceramistas, seres privilegiados,reconhecendo os limites do barro ganhamos asas para modelar..Se juntarmos as mãos veremos que os polegares batem como asas...e ai sim com eles livres e soltos começamos a criar..Mas, nunca podemos esquecer, como você disse, "culpa do detalhe divino em nossas mãos"
Solange Mano